Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Projetos de Pesquisa
Início do conteúdo da página

Projetos de Pesquisa desenvolvidos por membros do Ineaf

Publicado: Quarta, 28 de Abril de 2021, 20h51 | Última atualização em Sexta, 18 de Fevereiro de 2022, 17h06 | Acessos: 844

Veja abaixo a listagem dos projetos de pesquisa em desenvolvimento no INEAF

INEAF - INSTITUTO AMAZÔNICO DE AGRICULTURAS FAMILIARES

Situação dos Projetos: EM EXECUÇÃO

Projeto:          PRO5201-2021 - Memórias do campo: examinando as relações campo-cidade no estuário Amazônico, Pará

Coordenador: ANGELA MAY STEWARD (INEAF)

Objetivos:

Objetivo geral

Promover pesquisas participativas para registrar as trajetórias de vida dos interlocutores participantes visando uma maior compreensão das relações campo-cidade, além das formas que os espaços contribuem para os meios de vida dos participantes.

 

  • Compilar as histórias de vida dos interlocutores participantes do projeto;
  • Identificar os desafios enfrentados pelos interlocutores ao longo das suas trajetórias de vida;
  • Registrar as relações que os interlocutores tenham mantidos com o campo e a cidade ao longo do tempo, incluindo os laços sociais, econômicos e afetivas;
  • Examinar as percepções e os significados dos espaços do campo e da cidade na vida cotidiana dos participantes.

__________________

Projeto:          PRO5249-2021 - Efeito do uso de solo e mudança nas matas ciliares para as comunidades de animais aquáticos de riachos brasileiros

Coordenador: BRUNO SPACEK GODOY (INEAF)

Objetivos:

Geral

Pretendo com esse estudo elaborar e calibrar ferramentas e indicadores para visualizar o efeito de uso de solo em regiões de mata ripárias em diversos biomas do Brasil. Essas informações auxiliarão em estratégias de manejo e conservação para manutenção de serviços ecossistêmicos e diversidade biológica. Esses indicadores serão estimados usando características de imagens de satélite, das comunidades biológicas associadas aos corpos aquáticos, e também de elementos relativos aos históricos de ocupação das áreas no entorno dos riachos. Uma vez estabelecidos esses indicadores, o seu uso poderá ser utilizado para diagnósticos ambientais de regiões tanto impactadas e/ou conservadas.

Específicos

Para estabelecer esses indicadores algumas metas devem ser cumpridas, permitindo um bom desenvolvimento do estudo:

  1. Elaboração de ferramentas mais apropriadas para o uso de geoprocessamento para estudos de ecologia de riachos;
  2. Identificação das principais mudanças que as comunidades biológicas apresentam frente as mudanças da cobertura vegetal na mata ciliar;
  3. Relacionar as mudanças para os diferentes grupos taxonômicos e observar uma possível congruência;
  4. Usar a relação encontrada para criar índices que meçam a qualidade da biota de acordo com o grau de impacto que está submetida;
  5. Entender como diferentes mudanças, bem como históricos de usos diferentes tem respostas distintas para as comunidades;
  6. Compreender se usos tradicionais, como agricultura de subsistência, atividades de extrativismo possuem impactos diferenciados sobre as comunidades aquáticas; e
  7. Gerar mapas temáticos, nos quais os índices estejam dispostos espacialmente, bem como as principais fontes de impacto;
  8. Entender como o uso de solo afeta a qualidade da água (medida indireta), tanto para atividades tradicionais como outras.

__________________

Projeto:          PRO5176-2021 - Comunidades tradicionais, conservação ambiental e políticas territoriais

Coordenador: MAURICIO GONSALVES TORRES (INEAF)

Objetivos:

Objetivo geral 

O objetivo do presente projeto é estabelecer um polo de reflexão que avance no debate sobre conservação ambiental e comunidades tradicionais, a partir de uma análise multidisciplinar e colaborativa de conflitos envolvendo unidades de conservação e territórios tradicionalmente ocupados em três contextos empíricos. Articulando a ótica ambiental e fundiária, tal análise leva em conta o atual contexto político, onde a importância ambiental, e em particular as UCs, é subordinada aos interesses do mercado de terras, da mineração, da indústria madeireira e de outros interesses econômicos.

 Objetivos específicos

 Descrever e analisar como as comunidades impactadas nos casos em questão se relacionam com a chamada “questão ambiental”. Se uma conexão já foi acionada estrategicamente em seu favor, como é referida agora? Mais especificamente, no governo que anuncia a desafetação e a oposição à questão, com quem as comunidades tradicionais se alinham? A luta ambientalista os perdeu? Há a percepção de que, ao levar a discussão sobre seus direitos territoriais para o campo ambiental, deslocam a pauta para um campo controlado por seus antagonistas?

[Bacia do Trombetas] Descrever e analisar como as formas de regulação do uso e do acesso aos recursos naturais impostas pela gestão da Flona, que levam à “classificação” e destinação de espaços na UC à exploração intensiva de recursos, têm moldado ou restringido práticas socioespaciais das comunidades envolvidas no conflito;

[Bacia do Trombetas] Identificar e qualificar a pluralidade de posições das comunidades tradicionais da bacia em relação à questão ambiental e às concessões minerais e florestais. Para os grupos impactados, haveria algum tipo de equiparação gestão das UCs e das concessões?

[Bacia do Xingu] Na Esec da Terra do Meio, analisar de que forma beiradeiros e colonos – dois grupos impactados, porém com especificidades quanto à relação com o órgão ambiental – posicionam-se hoje em relação à gestão da unidade de conservação. Como está o grupo que, há 11 anos, propôs um acordo com o órgão ambiental para sair da área e puseram-se contra a desafetação que então se discutia? O que mudou, para os beiradeiros, após a assinatura do termo de compromisso com o ICMBio, no final de 2018? O documento é associado ao retorno da grilagem? Como lhes parece o desmonte da gestão ambiental em curso? [Jureia] Compreender as relações e dissensões entre conhecimentos tradicionais e científicos no âmbito dos conflitos socioambientais da Jureia. Mapear e descrever o sistema tradicional caiçara de uso e ocupação do território (Sistema de Taperas) e sua influência sobre a vegetação. Completar e manter atualizado o levantamento georreferenciado das áreas de uso e ocupação tradicional (antigas e atuais), de marcos geográficos e das localidades de importância cultural, além de outras referências importantes para comunidade no Mosaico da Juréia-Itatins.

__________________

Projeto:          PRO5232-2021 - Inovações sócio-materiais na Ilha do Marajó: da produção de alimentos de qualidade à construção social de mercados por famílias rurais quilombolas

Coordenador: MONIQUE MEDEIROS (INEAF)

Objetivos:

Geral:

Analisar a potencialidade da operacionalização do PNAE, bem como estimular sua consolidação, em comunidades quilombolas de Salvaterra, como instrumento de catalização de inovações sócio-materiais. Específicos:

  1. Mapear a distribuição e fazer um diagnóstico socioprodutivo sobre o potencial de oferta de alimentos, por parte de famílias rurais quilombolas, no atendimento da demanda do PNAE no município de Salvaterra;
  2. Identificar as experiências organizativas das famílias rurais quilombolas em Salvaterra, sobretudo, em torno da distribuição (trocas, comercialização, doação) de alimentos, e entender suas fragilidades e potencialidades tendo em vista o acesso aos mercados;
  3. Estabelecer conexões entre as famílias rurais quilombolas e demais atores sociais envolvidos no planejamento e operacionalização do PNAE no município, de modo a identificar as possibilidades de planejamento e de implementação dessa política pública.
  4. Estimular a cultura da alimentação saudável nos espaços educativos formais e comunitários quilombolas a partir da valorização dos produtos da agro e sociobiodiversidade, com vistas à segurança alimentar e nutricional e geração de renda.

__________________

Projeto:          PRO4920-2021 - O agente de desenvolvimento rural no mercado de trabalho na Amazônia Oriental.

Coordenador: PHILIPPE JEAN LOUIS SABLAYROLLES (INEAF)

Objetivos:

Objetivo geral:

Compreender as aproximações e distanciamentos entre as competências provenientes da formação de agentes de desenvolvimento rural, no âmbito do curso BDR da FACDES, e as expectativas (atuais e perspectivas) de representantes do mundo do trabalho atuantes na Amazônia Oriental quanto à atuação desses agentes, visando melhorar as correspondências entre estas.

Específicos:

  1. Identificar as instituições e organizações (setor público, privado e terceiro setor) atuantes na Amazônia Oriental, que configuram um potencial mundo de trabalho para esses agentes de desenvolvimento rural em formação e sumariar as principais características de atuação profissional de agentes de desenvolvimento rural esperadas por essas instituições e organizações;
  2. Reforçar os contatos, explorar oportunidades de estágios, e divulgar o curso entre as entidades profissionais propensas a contratar os futuros egressos do BDR, através de contatos diretos mantidos na ocasião da pesquisa, dos estágios supervisionados, e da organização de um Encontro entre Sociedade e Universidade sobre o tema;
  3. Estudar as competências profissionais dos agentes de desenvolvimento rural, à luz do PPC vigente do BDR, e revisar eventualmente o PPC e as práticas pedagógicas do curso relativas à consolidação de competências dos agentes de desenvolvimento rural, em função das expectativas do mundo do

O projeto visa associar os estudantes à reflexão sobre competências profissionais e mercado de trabalho mediante sua participação na condução e na execução da pesquisa.

__________________

Projeto:          PRO4680-2020 - Tecnologia e Inovação Social na Amazônia Oriental: articulando produção e sustentabilidade na consolidação da agricultura familiar quilombola

Coordenador: MONIQUE MEDEIROS (INEAF)

Objetivos:

 Com o foco direcionado à ampliação do conhecimento sobre a Região Amazônica

e a potencialização do uso sustentável de sua biodiversidade, este projeto objetiva catalisar a construção social da tecnologia dos sistemas agroflorestais, a partir da análise e valorização de experiências locais, de famílias quilombolas, em quintais produtivos na Amazônia. Para tanto, são propostos os seguintes objetivos específicos:

  1. identificar e sistematizar as experiências inovadoras desenvolvidas pelas comunidades quilombolas em seus quintais produtivos;
  2. examinar a função social das mulheres na gestão das unidades produtivas, com destaque para o trabalho de constituição desses quintais;
  • compreender as relações possíveis entre a operacionalização de políticas públicas intersetoriais, com especial atenção ao Programa Bolsa Família, PAA, PNAE e PNAPO, e a consolidação de práticas e técnicas voltadas à agricultura de base ecológica;
  1. desenvolver a tecnologia social de sistemas agroflorestais por meio da construção de unidades de referência, valorizando o saber-fazer dos quilombolas no planejamento, execução e avaliação das experimentações.

__________________

Projeto:          PRO3851-2019 - PECUÁRIA LEITEIRA FAMILIAR: promovendo melhorias nos agroecossistemas amazônicos para a consolidação de experiências inovadoras e sustentáveis.

Coordenador: LAURA ANGELICA FERREIRA DARNET (INEAF)

Objetivos:

Objetivo Geral:

Consolidar a cadeia produtiva do leite no Nordeste paraense, a partir do melhoramento da produção forrageira, nas suas dimensões agronômicas, ecológicas, econômicas e sociais, em estabelecimentos familiares de Castanhal e Paragominas.

Objetivos específicos

Referentemente ao objetivo geral e aos principais problemas acima descritos, nossos objetivos específicos são:

  • – Desenvolver tecnologias de intensificação ecológica de produção forrageira, eficientes em escala de parcela, estabelecimento e
  • - Promover processos de aprendizagens do produtor, baseados em melhoramento continuo, redes de inovação e coordenação
  • – Desenvolver sistema de avaliação e acompanhamento da intensificação forrageira, a nível de parcela, estabelecimento e
  1. Analisar a viabilidade econômica das mudanças tecnológicas na produção leiteira e na economia do agroecossistema como um
  2. Caracterizar e avaliar a sustentabilidade dos agroecossistemas familiares leiteiros após a introdução das alternativas de intensificação ecológica do manejo da pecuária;
  3. Produzir materiais de difusão e comunicação sobre intensificação ecológica da pecuária leiteira, transição agroecológica na cadeia produtiva do
  4. Promover formações sobre gestão econômica eficiente dos processos de produção e comercialização.
  5. Promover a troca de conhecimentos e experiências entre agricultores, técnicos, pesquisadores e estudantes em busca de melhorias nas práticas de criação de bovinos, que sejam compatíveis com o ecossistema Amazônico e às condições da agricultura familiar

__________________

Projeto:          PRO3934-2019 - Recuperação de Áreas Desmatadas como Resistência a Loteamento no Quilombo Monte Alegre Olho d'Água dos Grilos

Coordenador: NOEMI SAKIARA MIYASAKA PORRO (INEAF)

Objetivos:

Objetivo geral:

Analisar as possibilidades de gestão do território quilombola através da recuperação de áreas desmatadas, destinadas a atividades econômicas sustentáveis, que tenham o potencial de conciliar as famílias residentes no Quilombo, mesmo aquelas de etnicidades distintas, que compartem mesmos recursos naturais do território.

 Objetivos específicos:

  1. Recuperar 1 beira de igarapé e 1 olho d’água em cada uma das duas comunidades mencionadas, iniciando a formação de dois corredores ecológicos entre fragmentos de área sob cobertura florestal, para potencializar regeneração da vegetação de forma contígua e ampliar a probabilidade de reprodução e área de circulação da fauna
  2. Implantar 16 unidades demonstrativas de sistema de criação bovina ajustado para até o máximo de 15 linhas, por 16 famílias.
  3. Implantar 62 linhas (20 ha) de SAF com babaçu, arroz, mandioca ou milho, banana e/ou fruteira (ata, caju, cajá, bacuri) ou corredores de madeireiras (sabiá, gliricídea, paricá) em áreas desmatadas, por 31 famílias
  4. Analisar as motivações e os obstáculos à recuperação de áreas desmatadas e seus efeitos sobre a gestão territorial pelo sujeito coletivo

__________________

Projeto:          PRO3832-2019 - Pesquisa-ensino-extensão sobre o meio ambiente na perspectiva da gestão e sustentabilidade da produção agrícola

Coordenador: PAULO FERNANDO DA SILVA MARTINS (INEAF)

Objetivos:

Geral: Aprofundar o conhecimento sobre o meio ambiente regional e sua relação com a gestão e a sustentabilidade da produção agrícola em comunidades de remanescentes de quilombolas.

 Específico 1: Levantar as características do meio ambiente onde se inserem as comunidades e as condições climáticas.

 Específico 2: Levantar os principais sistemas de produção e avaliar como eles se relacionam com o meio e sob que processos de gestão.

Específico 3: Debater sobre as possibilidades de modificação de gestão dos sistemas de produção na perspectiva de aumentar a sua sustentabilidade.

__________________

Projeto:          PRO3787-2019 - Alternativas para melhorar a eficiência técnico-econômica dos sistemas leiteiros na Agricultura Familiar no Projeto de Assentamento João Batista – Castanhal- Pará

Coordenador: SORAYA ABREU DE CARVALHO (INEAF)

Objetivos:

Geral:

Aumentar a participação da produção leiteira regional no mercado e contribuir para reforçar a sustentabilidade da agricultura familiar através do melhoramento técnico e econômico da produtividade do rebanho leiteiro.

 Específicos:

 Caracterizar os sistemas leiteiros das famílias que desenvolvem atividade leiteira no Assentamento;

  1. Montar dispositivo de acompanhamento dos rebanhos leiteiros através da escrituração zootécnica;
  2. Realizar o controle leiteiro dos rebanhos leiteiros visando o acompanhamento da evolução produtiva de cada indivíduo no rebanho;
  3. Discutir com as famílias a partir da especificidade de cada sistema leiteiro a introdução de tecnologias de baixo custo (descarte de animais improdutivos, calendário de vermifugação, suplementação alimentar etc);
  4. Capacitar as famílias em práticas sustentáveis de produção leiteira (ambiental, sanitária e alimentação);
  5. Proporcionar a troca de conhecimentos e experiências entre agricultores;
  6. Fomentar um grupo de discussão sobre problemas técnicos da produção leiteira, envolvendo agricultores, alunos de graduação e pesquisadores.

__________________

Projeto:          PRO2792-2019 - AGROTÓXICOS NO ESTADO DO PARÁ: USOS, RISCOS, DANOS E POLÍTICAS PÚBLICAS.

Coordenador: CARLOS VALERIO AGUIAR GOMES (INEAF)

Objetivos:

Objetivo geral

 Realizar a coleta, organização, análise, interpretação preliminar e a disseminação de informações sobre agrotóxicos no Pará, relacionadas com a sua distribuição e comercialização; a caracterização dos principais agrotóxicos envolvidos; uso e agravos à saúde por agrotóxicos; contaminação ambiental, de alimentos e águas por agrotóxicos.

 Objetivos específicos

 Construir e disponibilizar, de forma permanente, uma plataforma digital (base de dados) sobre o uso e impactos de agrotóxicos no estado do Pará, a ser hospedada no INEAF;

  1. Realizar a disseminação de informações, na forma de uma publicação técnico-científica para público acadêmico e da sociedade civil, abrangendo dados objetivos e a análise e a interpretação preliminar sobre o uso e impactos de agrotóxicos no estado do Pará;
  • Realizar a disseminação de informações sobre o processo de construção da plataforma digital sobre agrotóxicos no Pará, na forma de um artigo científico em periódico de relevância nacional;
  1. Realizar a disseminação de informações sobre o uso e impactos de agrotóxicos no Pará, articulados com interesses de pesquisa do INEAF, na forma de um artigo científico em periódico de relevância

__________________

Projeto:          PRO4005-2019 - Redes de comercialização de fauna silvestre no município de Abaetetuba, Pará

Coordenador: DIDAC SANTOS FITA (INEAF)

Objetivos:

Perguntas da pesquisa:

 Pretende-se responder a perguntas do tipo:

 Quais as espécies silvestres ofertadas para venda da carne e subprodutos, assim como a sua procedência e quantidade (nº indivíduos / ano; kg / ano)? Existem outros tipos de usos além do alimentício?

  • Que atores intervém, quer dizer, seu papel em todo o processo, nas redes de intercâmbio e comercialização da caça? Quais as principais rotas de transporte e cotações?
  • Qual o grau de articulação e dependência entre os comércios de carne silvestre e doméstica? Sobre quais fatores –econômicos, nutricionais, emocionais, culturais – recaem a escolha por um tipo de carne ou de outra (demanda)?
  • Quais as motivações e preferências alimentares dos usuários? Como se legitima socialmente em contexto urbano o consumo de animais silvestres? [em aparência não de subsistência stricto sensu]
  • Qual a importância que haja um mercado de carne de caça para a economia e a segurança alimentar na região de Abaetetuba - PA? E para a conservação da fauna silvestre?

 Objetivos:

 Geral:

Analisar toda a cadeia de comercialização de fauna silvestre, conectando a região rural de terra firme e das ilhas com a área urbana, no município de Abaetetuba - PA. Isto permitirá gerar informação (básica e aplicada) que possa auxiliar ações de co-manejo e conservação dos recursos faunísticos, para também garantir a segurança alimentar.

 Específicos:

  • Identificar as espécies e estimar a frequência e biomassa (kg) de carne silvestre e outros produtos à venda na feira livre de Abaetetuba -
  • Descrever as redes comerciais –atores, rotas de transporte, custos associados, espaços de compra-venda, preços – que surgem ao redor dos processos de oferta-demanda dos vários tipos de carne de caça.
  • Verificar a demanda (= carne vendida) para cada táxon, sua sazonalidade na disponibilidade e nos preços.
  • Avaliar os fatores sociais, culturais (p.ex., tabus?) etc. que determinam o perfil consumidor do usuário urbano, como as suas necessidades ou preferências Também considerar o componente jurídico.
  • Gerar dados que possam auxiliar ações de gestão ambiental y social que conciliem, neste caso, conservação da fauna silvestre e melhoria das condições de vida (na alimentação) dos moradores da região.

__________________

Projeto:          PRO3938-2019 - A diversidade dos territórios tradicionalmente ocupados no sistema jurídico do Estado liberal: análise a partir da situação do vale do rio Mamuru (PA/AM)

Coordenador: MAURICIO GONSALVES TORRES (INEAF)

Objetivos:

Esta pesquisa propõe explicar dois principais movimentos:

  1. como a orientação liberal equaciona-se às incongruências das modalidades jurídicas de destinação de terras às plurais territorialidades dos tantos povos e comunidades

Diversos autores já comentaram como programas como o já citado Terra Legal e o CAR servem como instrumentos de grilagem de terras públicas (MOREIRA, 2016; MARTINS, 2015; TORRES, 2017; 2018). Cabe melhor entender como o pensamento liberal fundamenta esses programas, ao dispor como solução a propriedade privada.

  1. como, e em que termos, desde os anos 2000, principalmente, povos e comunidades tradicionais vêm acionando a categoria de “autodemarcações” e “retomadas” em uma luta de sentido duplo e, supostamente, antagônico, qual seja, por autonomismo e por

 Para isso, será importante cumprir os objetivos específicos elencados abaixo, respondendo as questões elencadas:

 Explicar como as políticas de destinação de terras públicas e de reconhecimento de direitos territoriais a povos e comunidades tradicionais dialogam com princípios liberais, alinhando-se à prevalência da propriedade privada;

  1. Explicar a percepção das comunidades tradicionais e dos povos indígenas sobre esse processo e o modo como acionam estratégias territoriais para fazer valerem seus direitos formalmente instituídos.

__________________

Projeto:          PRO3936-2018 - Implantação da Certificação Participativa de Produtos Orgânicos da Agricultura Familiar do Nordeste Paraense – PA

Coordenador: PHILIPPE JEAN LOUIS SABLAYROLLES (INEAF)

Objetivos:

OBJETIVO GERAL

O objetivo geral da proposta é “Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis no Nordeste paraense mediante a implantação de um sistema participativo de garantia da qualidade orgânica de produtos da agricultura familiar, com foco na Cooperativa d´Irituia, na Associação Parque dos Aracuãs do Cafezal (APAC) em Barcarena-PA, e outros Grupos interessados.”

 OBJETIVOS ESPECÍFICOS E METAS

Os objetivos específicos com realização prevista no período do projeto são

  1. Estratégia local de produção e comercialização de produtos orgânicos elaborada com os grupos de agricultores de Irituia e

Para atingir este objetivo específico, o projeto adota as metas seguintes:

11 - Normas locais definidas para a produção orgânica com os grupos de agricultores de Irituia e Barcarena. 12 - Estratégia de comercialização qualificada com os grupos de agricultores de Irituia e Barcarena. 

  1. Certificação participativa funcionando em Irituia, com foco na Cooperativa d´Irituia, e planejamento para sua ampliação em outra cooperativa de Irituia-PA, na Associação Parque dos Aracuãs do Cafezal (APAC) em Barcarena-PA, em outros grupos de agricultores interessados do Nordeste

Para atingir este objetivo específico, o projeto adota as metas seguintes:

  • - Fornecedores dos grupos de agricultores de Irituia e Barcarena capacitados sobre a estratégia de comercialização,
  • - Modalidades do Sistema Participativo de Garantia (SPG) e do OPAC definidas, com foco no grupo da Cooperativa d´Irituia, e planejamento para sua ampliação em outra cooperativa de Irituia-PA, na Associação Parque dos Aracuãs do Cafezal (APAC) em Barcarena-PA, em outros grupos de agricultores interessados do Nordeste
  1. SPG e OPAC funcionando com foco no grupo da Cooperativa d´Irituia.

__________________

Projeto:          PRO4043-2018 - Levantamento de conhecimentos e práticas de povos indígenas e comunidades locais: contribuição aos relatórios da IPBES sobre degradação do solo e conservação da Biodiversidade

Coordenador: SONIA MARIA SIMOES BARBOSA MAGALHAES SANTOS (INEAF)

Objetivos:

Este projeto tem dois objetivos:

 1 - Elaborar um Diagnóstico que sintetize as contribuições dos povos indígenas e comunidades locais no Brasil para a geração, manutenção ou conservação da biodiversidade e a recuperação de solos e outros serviços ecossistêmicos, e sintetize também o que se sabe sobre as políticas públicas que os afetam positiva ou negativamente. (Diagnóstico)

 2- Contribuir para a elaboração da metodologia a ser utilizada nos Diagnósticos dos países signatários da IPBES, no que diz respeito ao

envolvimento de Povos Indígenas e Comunidades Locais nestes Diagnósticos. (Experiências)

__________________

Projeto:          PRO2697-2017 - Comida de quilombo no Brasil: saberes, práticas alimentares e experiências em contextos do Sul, Centro-Oeste e Norte

Coordenador: FLAVIO BEZERRA BARROS (INEAF)

Objetivos:

Objetivo geral:

Estudar as estratégias alimentares de povos quilombolas em perspectiva comparada em diferentes contextos socioculturais, ambientais e de luta pelo território, uma vez que estes agentes sociais dependem da existência do território e suas territorialidades para acessarem os recursos fundamentais à soberania e segurança alimentar e nutricional para a construção do bem viver.

Objetivos específicos:

Inventariar e descrever os saberes tradicionais e práticas alimentares dos povos quilombolas nos três contextos estudados;

Entender as relações socioculturais e ambientais que as comunidades mantêm com o território para a obtenção de recursos úteis à alimentação, sejam estes oriundos da pesca, da caça, do extrativismo vegetal ou dos sistemas de criação e cultivo;

Identificar e descrever as ameaças aos sistemas alimentares e as estratégias coletivas de luta delineadas pelas comunidades. Compreendem-se como ameaças grandes projetos de desenvolvimento, ausência de titulação da terra, conflitos sociais e ambientais envolvendo comunidades quilombolas e fazendeiros/arrozeiros/grileiros/pecuaristas, dentre outros, uma vez que as relações desses distintos atores com o território são diferentes;

Estimular e proporcionar o diálogo de saberes e experiências entre pesquisadores, comunidades quilombolas (crianças, jovens, homens, mulheres, anciãos, lideranças), professores do ensino básico, técnicos de ATER, agentes comunitários de saúde, conselheiros de alimentação escolar, conselheiros de segurança alimentar e nutricional, estudantes de graduação, dentre outros atores potenciais;

Garantir, por meio de oficinas, cursos, campanhas, intercâmbios e/ou jornadas pedagógicas, a formação dos diferentes atores envolvidos no projeto em temas vinculados ao eixo central dessa proposta;

Mapear produtos da agro e sociobiodiversidade das comunidades, estimulando a criação de estratégias de inserção destes em mercados locais como forma de geração de renda.

registrado em:
Fim do conteúdo da página