Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Facebook > Simpósio Brasil-África: agricultura familiar e segurança alimentar
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Simpósio Brasil-África: agricultura familiar e segurança alimentar

  • Publicado: Terça, 25 de Junho de 2019, 17h35
  • Última atualização em Terça, 25 de Junho de 2019, 19h31
  • Acessos: 254

Durante séculos muitos povos africanos garantiram sua segurança alimentar por meio da agricultura familiar e o agroextrativismo. Porém, após a implantação do tráfico escravagista transatlântico e, posteriormente, a colonização direta, os colonizadores europeus desestruturaram ou destruíram muitas das atividades econômicas tradicionais. Organizaram a economia em função dos seus interesses. Introduziram a monocultura e a produção em grande escala de produtos agrícolas comerciais em detrimento das necessidades alimentares desses povos.

Sementes, frutos, comidas e técnicas de produção chegaram a este lado do Atlântico junto com os escravizados. A agricultura familiar nos quilombos, e em outras comunidades tradicionais, mantem vivos elementos das culturas africanas.

A herança agrária brasileira assemelhasse, de algum modo, ao modelo agrário implantado na África pelos colonizadores europeus. Após as independências, mudar as estruturas agrárias herdadas da colônia virou um desafio ainda não resolvido. Embora a agricultura familiar tenha um peso considerável nas economias, as políticas públicas adotadas para o agro não têm garantido ainda o desenvolvimento rural sustentável para o benefício de toda a população nem a segurança alimentar. Mas há propostas e caminhos a seguir, algumas das quais passam pela necessária cooperação entre os países em desenvolvimento: a chamada cooperação Sul-Sul.

O presente simpósio, realizado pela Casa Brasil-África em parceria com o Instituto Amazônico de Agricultura Familiar (INEAF), pretende estimular a troca de conhecimento e o debate desses temas, incluindo, a possibilidade de colaboração entre Brasil (especialmente a Amazônia) e países africanos na agricultura.

 

PROGRAMAÇÃO

9h: Mesa de abertura

9h20 - Dr. William Santos de Assis (INEAF): “O futuro incerto da agricultura familiar na Amazônia Brasileira: Um desafio para os movimentos sociais, territórios e políticas públicas”.

10h – Doutoranda Nádia Alinne Fernandes (IFCH): “Segurança alimentar e nutricional nos quilombos brasileiros e em países africanos: possibilidades de colaboração”.

10h40 – Dr. Thomas Mitschein (Programa Trópico em Movimento/UFPA): “Reflexões sobre as políticas econômicas adotadas pelos países africanos depois das independências”.

11h20 – Dr. Dionisio Poey Baró (CBA/ UFPA): “África e o Decénio das Nações Unidas Para a Agricultura Familiar (2019-2028): desafios e caminhos para o desenvolvimento”.

 

INFORMAÇÕES GERAIS

Data do Evento: 28/06/2019.

Hora: Das 9h às 12hs

Local: Auditório do Instituto Amazônico de Agricultura Familiar (INEAF)

(Ponto de referência: Perto do 2º portão da UFPA. Próximo ao prédio do Capacit)

 

Inscrições: As inscrições serão realizadas no próprio local do evento a partir das 8hs.

Os participantes do simpósio receberão um Certificado de 4 horas.

registrado em:
Fim do conteúdo da página